O projeto “Gente Eficiente”, trata da questão da reabilitação de jovens com qualquer tipo de deficiê

O Cindep (Centro de Integração da Pessoa Portadora de Deficiência de Paulínia), em parceira com a Petrobrás, apresentou, nesta quarta-feira, dia 27, o Projeto “Gente Eficiente”. O programa da entidade foi um dos escolhidos pela empresa para receber apoio financeiro durante todo o ano de 2010, por meio da seleção pública de projetos do programa “Integração Petrobrás Comunidades”, que tenham como objetivo a geração de renda e oportunidade de trabalho, educação para a qualificação profissional e/ou garantia dos direitos da criança e do adolescente.

Deficiente físico recorre à polícia por falta de acessibilidade em ônibus

A dificuldade de deficientes físicos em usarem o transporte público em Campinas (SP) e região causa reclamação e revolta de quem precisa do serviço. O aposentado Wellington Willian Nascimento recorreu à polícia de Vinhedo (SP) para fazer denúncias contra a empresa Rápido Luxo. Na quarta-feira (1), ele não conseguiu entrar em um ônibus porque, segundo o motorista, a plataforma da rodoviária estava quebrada. 

angela

Bem-Vindo, Visitante
Nome de usuário: Senha: Lembrar-me

TÓPICO: Junta Médica do DETRAN-RJ

Junta Médica do DETRAN-RJ 8 anos 9 meses atrás #2295

  • Avatar de mGUERRA
  • mGUERRA


Pessoal
Encontrei no site da sptrans essa tabela e a achei bastante interessante, como referência dos nossos direitos. Muitas vezes não sabemos se nossa doença é considerada deficiência ou não. A tabela pode ajudar.

www.sptrans.com.br/servicos/cartesp/ser_cid1.htm
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.

Junta Médica do DETRAN-RJ 10 anos 8 meses atrás #174

[quote:6d0857e0ac="José Orlando G Silva"]Sou deficiente físico, apresentando amputação do antebraço esq.
Necessitei de acessar a Perícia Médica e a Junta Médica do DETRAN-RJ, para tentar obter novo laudo para fins de isenção de impostos.
Verifiquei que o DETRAN vem interpretando a Resolução 51/98 do CONTRAN de maneira arbitrária e prejudicial aos def. físicos que necessitam tirar ou renovar a CNH, ou se beneficiarem das isenções de IPI e de ICMS. Isto se dá com a imposição de exigências além das previstas na citada Resolução, ou em desacordo com a necessidade efetiva da pessoa.
Cheguei a esta conclusão não só com base no meu caso, como em outros relatados por colegas deficientes presentes à última Junta Médica.

Gostaria de saber
(a) como estudar melhor o caso,
(b) se a ANDEF possui serviço jurídico próprio ou contratado/conveniado,
(c) se possuem outros casos relatados neste sentido,
(d) se existe algum órgão que cuida de casos similares.
Grato,

Orlando

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.[/quote:6d0857e0ac]

[size=18:6d0857e0ac][color=blue:6d0857e0ac][b:6d0857e0ac] :lol: Oi Orlando,

Sou de Niterói e tive um atendimento normal no DETRAN RJ.
Desconheço até este momento qualquer reclamação semelhante a sua.
Concordo que eles até demoram demais para liberar um laudo, porém o meu saiu dentro do prazo por eles estipulado.
A palavra final sobre sua deficiência física, relacionada com sua capacidade de dirigir, fica por conta de uma junta médica do DETRAN e isto não tem como evitar.
Até onde eu sei cada pessoa portadora de necessidade especial cuida de seu caso, tomando todas as providências que se façam necessárias, ou seja, eu nunca ouvi que um procurador possa ser usado neste caso.

Espero ter ajudado,

Paulo[/b:6d0857e0ac][/color:6d0857e0ac][/size:6d0857e0ac]
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.

Junta Médica do DETRAN-RJ 10 anos 8 meses atrás #172

Sou deficiente físico, apresentando amputação do antebraço esq.
Necessitei de acessar a Perícia Médica e a Junta Médica do DETRAN-RJ, para tentar obter novo laudo para fins de isenção de impostos.
Verifiquei que o DETRAN vem interpretando a Resolução 51/98 do CONTRAN de maneira arbitrária e prejudicial aos def. físicos que necessitam tirar ou renovar a CNH, ou se beneficiarem das isenções de IPI e de ICMS. Isto se dá com a imposição de exigências além das previstas na citada Resolução, ou em desacordo com a necessidade efetiva da pessoa.
Cheguei a esta conclusão não só com base no meu caso, como em outros relatados por colegas deficientes presentes à última Junta Médica.

Gostaria de saber
(a) como estudar melhor o caso,
(b) se a ANDEF possui serviço jurídico próprio ou contratado/conveniado,
(c) se possuem outros casos relatados neste sentido,
(d) se existe algum órgão que cuida de casos similares.
Grato,

Orlando

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.

Conectar

Entrar com a conta do Facebook


def
Blog do PcD, participe deixando sua mensagem.

Leia mais...

Topo